logotype
img1
img2
img3
Breve historia do Karate


De registos precisos sobre a criação das artes marciais não se tem conhecimento, porém, algumas vertentes apontam que suas raizes são provenientes da antiga India , há mais de 2000 anos atrás, pois existem indícios de que nessa época surgiu a primeira forma de luta sistematizada, denominada Vajramushti.
No ano de 520 AC, Bodhidharma, um monge budista indiano, fundador do budismo zen e patriarca do budismo, iniciou uma peregrinação em busca de conhecimento interior, viajando da India para a China, passando sua doutrina aos lugares onde andava e aos monges e pessoas que encontrava pelo caminho e desde então as artes marciais começaram formar-se. Após uma longa jornada, chegou ao Templo Shaolin, na província de Honan, e lá encontrou um precário estado de saúde dos monges budistas. Passou para os monges uma série de actividades físicas, juntamente com a doutrina Zen, a fim de reabilitar a forma espiritual e física dos monges. Esses métodos eram baseados em Yoga e técnicas de respiração, sendo que os seus movimentos eram semelhantes a técnicas de combate, técnicas essas que surtiram poderoso efeito, fazendo uma tradição e um eficaz sistema de autodefesa, denominado de Shaolin Kung Fu, conhecido no Japão por Shorinji Kempo. A fama dos monges lutadores espalhou-se pela China, difundindo amplamente as artes marciais durante a Dinastia Ming,alastrando-se ainda por outros países da Ásia e dando origem a outros estilos de artes marciais, como exemplo o KARATE de Okinawa.

O KARATE é a arte marcial de Okinawa e foi criado no final séc.XIX. Denominado de “Te” por volta do séc XV, com o aumento de intercâmbio cultural entre os povos, orientais, o Te desenvolveu-se a partir desse intercâmbio. Como resultado da invasão de Satsuma, em 1609, o Karate teve um periodo de evolução, pois foi proibido o manuseio de armas, sendo retiradas todas elas e toda e qualquer forma de uso das mesmas. Com essa medida, os treinos de Karate eram realizados secretamente pela aristocracia de Okinawa, passando de pai par filho. Apenas no século XIX, com uma maior evolução Karate, a modalidade passa a ter a forma actual e logo após a libertação de Okinawa do poder de Satsuma, passa então fazer parte do governo japonês, o Karate teve liberada sua pratica e até mesmo, em 1904, passou a fazer parte das escolas públicas de Okinawa no ano de 1904. A partir dai criaram-se vários estilos que eram praticados em sua maioria por militares. Esses estilos passaram por uma grande evolução e os alunos mais antigos de cada um evoluíram separadamente e formaram os principais estilos de Karate existentes atualmente. Os objetivos do Karate são definidos pela filosofia Budo-japonesa, que se baseia na busca incessante do aperfeiçoamento pessoal e a harmonização do meio onde se vive. O Karate como arte marcial provém das técnicas de defesa sem armas, não podendo assim ser confundido com um mero desporto. No Karate, cada praticante deve procurar as suas metas pessoais com objectivos diferenciados que devem ser respeitados, em que cada praticante terá a oportunidade de atingir as metas propostas, metas essas no campo do auto-controle, equilibrio interior , saúde etc., que resultarão num controle e correcto direcionamento dos impulsos de agressividade naturais aos seres humanos.
Além dos benesses no campo psicológico do ser humano, os beneficios físicos são incontáveis, visto tratar-se de um caminho para a saúde perfeita, correção de postura, respiração etc., coordenando o bem-estar físico, emocional e mental do praticante.
Como arte marcial e defesa pessoal, o Karate é altamente eficiente nas técnicas ultilizadas, levando o praticante a estar apto a defender-se de qualquer ataque, levando ainda ao aprimoramento do sentido intuitivo de situções de perigo, fazendo com que haja uma analise das intenções do adversário e uma correta atitude de bloqueio.
O objetivo principal do Karate não é sobrepujar o adversário fisicamente, pois prima pela força e nobreza do espírito, da correcta canalização ou anulação da agressividade. Mestre Ginchin Funakoshi já dizia:”Karate Ni Sente Nashi” (No Karate não existe atitude ofensiva.). Tal expressão mostra em sua clareza o objectivo principal do Karate, que é a não violência.
“Se o adversário é inferior a ti, então por que brigar? Se o adversário é superior a ti , então por que brigar?
Se o abversário é igual a ti, compreenderá, o que tu compreendes…então não hávera luta.
Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.”